Refluxo Gástrico
Saúde e Bem Estar

16 Novembro 2020

Refluxo Gástrico

Refluxo Gástrico

Refluxo Gastroesofágico

O que é?

O Refluxo Gastroesofágico consiste num processo fisiológico caracterizado pelo retorno do conteúdo ácido do estômago ao esófago. Este processo é bastante comum e acontece com especial frequência após as refeições, caso a quantidade de ácido no estômago seja excessiva ou caso o esfíncter esofágico inferior apresente dificuldades em fechar devidamente.

 

O que o causa?

O Refluxo Gastroesofágico acontece quando não há um equilíbrio entre os fatores agressores e os mecanismos de defesa da mucosa esofágica.
São vários os agentes potencialmente agressivos para a mucosa esofágica, nomeadamente:

  • Álcool.

  • Tabaco.

  • Frutos cítricos.

  • Café.

  • Derivados do tomate.

  • Chocolate.

  • Alguns medicamentos.

  • O conteúdo ácido do estômago.

  • A bílis.

O Refluxo Gastroesofágico pode resultar também como consequência da existência de uma Hérnia do Hiato, uma vez que a passagem de uma parte do estômago para a cavidade torácica através do diafragma pode causar uma disfunção ao nível do esfíncter esofágico.

Outra causa bastante comum para o Refluxo Gastroesofágico é a pressão intra-abdominal excessiva, sendo que esta pode resultar de situações como:

  • Gravidez.

  • Tosse.

  • Excesso de peso.

  • Exercício físico súbito e intenso.

  • Uso de roupa demasiado justa.

 

Fatores de Risco

A ocorrência do Refluxo Gastroesofágico está associada a uma série de fatores de risco, no entanto, estes fatores são, na sua maioria, evitáveis, uma vez que estão associados ao estilo de vida e a hábitos alimentares.
Alguns dos fatores que podem condicionar o aumento do Refluxo Gastroesofágico são:

  • Consumir alimentos ricos em gordura, alimentos picantes, chocolate, cebola, alho, tomate ou citrinos.

  • Comer demasiado de uma só vez.

  • Deitar-se imediatamente após as refeições.

  • Ter excesso de peso.

  • Tomar demasiados medicamentos.

  • Sofrer de diabetes.

  • Fumar.

  • Beber demasiado álcool ou bebidas com cafeína.

  • Ter uma má postura corporal.

 

Sintomas

A sintomatologia do Refluxo Gastroesofágico é bastante característica, destacando-se como principais sintomas:

  • Sentir um sabor ácido na boca.

  • Sensação de ardor no peito (azia).

  • Tosse seca.

  • Dor no peito.

  • Dificuldade em engolir.

 

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito com recurso a exames clínicos como a endoscopia digestiva ou as radiografias, e considerando o histórico das manifestações sintomáticas.

 

Tratamento

Após confirmado o diagnóstico é iniciada a terapêutica.
O tratamento é essencialmente farmacológico, no entanto pode ser necessário recorrer à cirurgia em casos mais graves.

 

Outras Medidas

Sendo os fatores de risco, na sua maioria, resultado dos hábitos alimentares e do estilo de vida, é necessário fazer algumas alterações no quotidiano para que o Refluxo Gastroesofágico possa ser evitado eficazmente. Estas mudanças assentam em:

  • Fazer refeições mais leves.

  • Não beber álcool.

  • Não fumar.

  • Evitar alimentos que causem refluxo.

  • Adotar e manter uma postura corporal correta.

  • Não ir para a cama imediatamente após as refeições.

  • Elevar ligeiramente a cabeceira da cama.

Estas medidas são igualmente aplicáveis para quem deseja prevenir a ocorrência do Refluxo Gastroesofágico.
A prevenção é fundamental, uma vez que esta patologia pode ter complicações e consequências graves como:

  • Lesões da mucosa do estômago.

  • Cancro do esófago.

  • Úlceras.

  • Estenose.

  • Esófago de Barret.

  • Hemorragias.

  • Esofagite.

 



Deixe o seu comentário sobre este artigo

O formulário foi submetido com sucesso.
Campo de preenchimento obrigatório.
Campo de email inválido
Campo com limite máximo de caracteres
Este campo não coincide com o anterior
Campo com limite mínimo de caracteres
Ocorreu um erro na submissão, por favor reveja o formulário.

* Campos de preenchimento obrigatório.